27.10.20

Pessoas que não usam máscaras tendem a ser sociopatas, diz estudo



Dar importância ou minimizar as medidas de contenção do corona vírus e ao perigo da COVID-19 está ligado a características psicológicas e comportamentais de empatia e de antissociabilidade, respectivamente. Pessoas empáticas tendem a uma maior preocupação em usar máscara, higienizar as mãos e adotar medidas de isolamento e distanciamento social para evitar a transmissão da doença. Já os antissociais minimizam a importância dessas ações e até mesmo a gravidade da doença.

Depressão pós-parto pode durar até 3 anos após nascimento de filhos

Avaliar sintomas depressivos por, no mínimo, dois anos após o parto pode ser benéfico para as mães, principalmente as que têm transtornos de humor e diabetes gestacional

Uma pesquisa realizada pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, com 5 mil mulheres descobriu que aproximadamente um quarto delas havia experimentado altos níveis de depressão em algum momento nos três anos após o parto, enquanto as outras tiveram apenas sintomas leves. O estudo foi compartilhado no início de outubro no Pediatrics.

23.10.20

Quanto vale um corpo bonito?

Nessa semana saiu uma triste notícia na mídia. Uma mulher de 34 anos do Rio de Janeiro morreu devido a um procedimento estético feito na clandestinidade.  Ela era nutricionista, já tinha um corpo escultural, mas infelizmente acabou vítima da busca incansável pelo corpo perfeito.

Fiz uma busca no Google hoje com a seguinte frase: "Mulher morre após procedimento estético". Sabe quantas notícias diferentes apareceram só na primeira página? Foram 5 notícias de mortes diferentes do caso do Rio de Janeiro, somente com o mesmo título ou semelhante listados pelo Google em 9 resultados que apareceram na primeira página. Isso significa que esse não é um fenômeno isolado dessa sociedade moderna, pós redes sociais. Já está ficando comum e corriqueiro mulheres morrerem em procedimentos estéticos. E isso é grave.

12.10.20

O perigo dos gurus e terapeutas que praticam hipnose


Essa semana eclodiu outro caso de estupro e abuso por parte de homens com grande influência, nas mídias. A bola da vez está com Tadashi Kadamoto que se diz "terapeuta" e que foi denunciado por cinco estupros até o momento.

6.8.20

O Efeito Lúcifer: Por que é que boas pessoas, por vezes, fazem coisas muito más?

O psicólogo americano Philip Zimbardo realizou no ano 1971 um experimento curioso. Selecionou de mais de 200 candidatos apenas 12 jovens com um perfil psicológico saudável e com desempenho social acima de qualquer suspeita.

21.7.20

Cultura do cancelamento e um sinal de OK que levou homem a perder emprego

Uma semana depois da morte de George Floyd, o americano Emmanuel Cafferty, teve um estalar de dedos interpretado como um símbolo usado por movimentos supremacistas brancos

No último dia 3 de junho, o americano Emmanuel Cafferty, de 47 anos, voltava para casa depois de mais um dia de trabalho. Sua rotina era passar entre 8 e 12 horas diárias em inspeções na rede subterrânea de gás e eletricidade da cidade de San Diego, na Califórnia. Era fim de tarde e fazia calor. No volante da caminhonete da empresa, ele mantinha a janela aberta, o braço esquerdo pendendo sobre a porta do veículo. Segundo Cafferty, ele estalava as juntas dos dedos da mão esquerda com displicência, o polegar alongando os demais dedos em direção à palma da mão, um tique que repetiu algumas vezes durante a entrevista com a BBC News Brasil.

12.4.20

A ameaça das ‘fake news’: matéria da veja de 2018

No ano de uma eleição presidencial imprevisível, 83% dos brasileiros já se preocupamcom a enxurrada de notícias falsas que circulam na internet

Por Daniel Bergamasco, Eduardo Gonçalves, Ione Aguiar, Thiago Bronzatto 


Por que pessoas inteligentes caem em mentiras e notícias falsas?

Respostas encontradas por psicólogos e neurocientistas podem indicar novas maneiras de nos protegermos de boatos e fake news.

A BBC já desmentiu várias informações falsas que estavam sendo espalhadas sobre o coronavírus, incluindo mentiras sobre curas inexistentes. Autoridades como a Organização Mundial de Saúde e organizações médicas e científicas também estão a todo tempo divulgando informações corretas e confiáveis sobre a pandemia.

29.11.19

Por que uma pessoa se mata? Entenda o que gera o comportamento e como este gesto extremo pode ser evitado

O desespero beira o insuportável. A cada dia, o sofrimento – físico ou emocional – fica mais intenso e viver torna-se um fardo pesado e angustiante. Sua dor parece incomunicável; por mais que você tente expressar a tristeza que sente, ninguém parece escutá-lo ou compreendê-lo. A vida perde o sentido. O mundo ao seu redor fica insosso. Você sonha com a possibilidade de fechar os olhos e acordar num mundo totalmente diferente, no qual suas necessidades sejam saciadas e você se sinta outro. Será que a morte é o passaporte para essa nova vida?

Estudo mostra que pessoas compartilham fake news de forma consciente

O quanto usuários gostam de usar informações inverídicas como argumentos em redes sociais? Foi o que pesquisadores norte-americanos investigaram.


As notícias falsas estão por toda a internet – e encontram nas redes sociais seu habitat mais fértil. Dificilmente você rola sua timeline do Facebook e não se depara com uma manchete sensacionalista compartilhada por algum parente. A situação é ainda mais caótica no Twitter: por lá, as fake news se disseminam seis vezes mais rápido do que notícias verdadeiras.

21.10.19

Abordagem Transteórica o que é?

O modelo transteórico de mudança surge com o objetivo de compreender como ocorre a mudança das pessoas frente a uma determinada conduta viciante. Foi elaborado pelos psicólogos James Prochaska e Carlo DiClemente em 1982.

Esses pesquisadores tentaram compreender como e por que as pessoas mudam, seja por si mesmas ou a partir da ajuda de um terapeuta. Tais autores descreveram uma série de etapas pelas quais uma pessoa passa quando quer abandonar um hábito, como o consumo de drogas ou de alimentos muito processados.

30.9.19

Os 4 tipos de pessoas com déficit de atenção: qual é o seu?

O transtorno, que atinge milhões de pessoas no Brasil, nem sempre se manifesta da mesma maneira. Conheça os diferentes perfis de pessoas com TDAH.

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição tremendamente comum: alguns especialistas calculam que ele afete algo entre 3% e 5% das crianças. Os sintomas são sempre iguais: desatenção, hiperatividade, impulsividade. Mas isso não quer dizer que seja fácil identificar alguém que tem TDAH, porque as pessoas que sofrem com o transtorno lidam com ele de maneiras muito diferentes umas das outras.

20.8.19

Estudo sobre o papel do stress no aparecimento da síndrome do pânico

Uma contribuição para o estudo do papel do estresse no aparecimento da síndrome do pânico

Por: Marina Pereira Boccalandro [1] 

Introdução:

A síndrome do pânico é, hoje, um dos motivos freqüentes de procura de ajuda psiquiátrica e psicoterapêutica.Entendemos por síndrome um "estado mórbido caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas, e que pode ser produzido por mais de uma causa"... No sentido figurado podemos entender síndrome como um "conjunto de características de sinais associados a uma condição crítica, susceptíveis de despertar reações de temor e insegurança"... A origem da palavra é do grego syndromé, que significa concurso. (Ferreira, 1986, pág. 1590)

17.8.19

O que os ratos nos ensinam sobre drogas?

Em meados das décadas de 50 e 60, pesquisadores desenvolviam estudos sobre drogas com ratos. Os animais eram colocados em gaiolas separadas e, a partir disso, treinados a apertarem uma alavanca para receberem doses de heroína, cocaína ou morfina. Com o tempo, os ratos passavam a escolher as drogas em detrimento de água ou comida, levando-os à morte.

No entanto, na década de 70, um grupo de Psicólogos questionou o formato desta pesquisa e decidiu reproduzir o experimento com outro desenho: num grupo ficariam ratos engaiolados, e num outro (Parque dos Ratos), eles seriam colocados num ambiente com outros animais, rodas de exercício, desenhos de árvores, serragem aromática, latas, caixas, etc.

12 Características das pessoas invejosas

Nem sempre nós sabemos ao certo o que uma pessoa sente por nós justamente porque os sentimentos e as mensagens que ela envia são contraditórias. Afinal, nem sempre a frase dita revela exatamente o que a pessoa gostaria de nos dizer.

Nós, normalmente, sentimos que existe algo errado, mas nem sempre sabemos discernir a tempo que aquilo pode nos prejudicar.
Nossa lista serve de alerta para comportamentos que podem ser tóxicos e nos prejudicar. Também é importante ressaltar que eles podem ser realizados tanto por pessoas com relação a nós como de nós mesmos em relação aos outros.

11.8.19

Por que os homens enviam nudes indesejados?

Um estudo conduzido por especialistas do Canadá e dos Estados Unidos revelou que parte dos homens que enviam nudes não solicitados, mostrando seus órgãos sexuais, querem provocar reações negativas nas mulheres. A pesquisa, publicada no Journal of Sex Research,contou com a participação de 1.087 voluntários que se declararam homens heterossexuais. Entre eles, 48% assumiram já ter mandado uma imagem do pênis para alguém que não pediu.

21.7.19

9 Fatores psicológicos que influenciam na Síndrome do Pânico

As causas dos ataques de pânico estão relacionadas, principalmente, a fatores ambientais/históricos (acontecimentos ao longo da vida) e sócio-culturais. Os fatores filogenéticos não explicam os acontecimentos, visto que as reações do sistema nervoso simpático, que surgiriam, geralmente, diante de perigos reais, aparecem em situações que não existe perigo. Assim, compreender a história de vida daquele que tem o transtorno do pânico é fundamental para o seu tratamento. Normalmente, as pessoas que sofrem de ataque do pânico costumam apresentar muitos aspectos em comum (Bernik e Range, 2001):

17.7.19

As Redes Sociais Podem Matar: Caso Alinne Araújo

Alinne Araújo, influencer conhecida como @sejjesincera tirou a própria vida na última segunda-feira dia 15, jogando-se do nono andar do prédio onde residia no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. Após uma série de eventos traumatizantes, a blogueira que usava suas redes sociais para alertar sobre depressão e ansiedade, perdeu a batalha traiçoeira contra a doença frente à um mundo repleto de desamor e dedos acusatórios.

8.7.19

Quando não confiar nos conselhos de psicólogos

Sim, inclusive nos desta colunista.

Mesmo quando munidos das melhores intenções, psicólogos podem ser péssimos conselheiros.

A primeira via do mau conselho é o viés pessoal do terapeuta. Com frequência vemos discursos alheios à psicologia invadindo as falas de psicólogos prontos para dar alguma dica. Talvez o exemplo mais extremista e dramático dessa tendência seja o caso de terapeutas que defendem a chamada “cura gay”. Defender essa ideia espúria, sem qualquer fundamento no debate atual da ciência, só é possível quando uma posição religiosa ou ideológica invade a fala da psicologia.

5.7.19

Resenha do livro: As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Müchhausen

Resenha do livro: LOWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Müchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. 5ª ed. São Paulo, Ed. Busca Vida, 1987

A obra de Michael Lowy apresenta um estudo sistemático de uma sociologia crítica do conhecimento, com o objetivo de examinar os dilemas, as contradições, os limites, assim como, as significativas contribuições das perspectivas metodológicas voltadas para a construção das ciências humanas. Na primeira parte, Lowy faz um estudo essencial de diferentes autores que trabalham com orientações teóricas diversas e buscam uma compreensão relevante do processo de conhecimento das ciências humanas e de defesa de interesses de classe. Nesta linha, destaca autores como Condorcet, Saint-Simon, Augusto Comte, Emile Durkheim, Max Weber e Karl Popper.